terça-feira, 19 de maio de 2009

O Primeiro Amor


_ Mamãe, eu estou apaixonado.

_ Comassim, meu filho? Você só tem sete anos!

_ Eu sei, mas estou apaixonado.

_ E quem é ela?

_ A Lívia.

_ E quem é a Lívia?

_ Uma menina da minha classe.

_ E como ela é?

_ Linda.

_ Mas como ela é? De que cor são os olhos, os cabelos?

_ Ela tem cabelos escuros, lisos e brilhantes e uma carinha linda.

_ Sei... e ela é mais alta ou mais baixa que você?

_ Mamãe, isso importa?

_ Bem, na verdade, não. Tô só curiosa, filho.

_ Mais baixa.

_ Sei... e você já falou que gostava dela?

_ Falei que estava apaixonado.

_ JuraporDeus??????????

_ Juro, mamãe.

_ E o que ela disse?

_ Que também estava apaixonada por mim.


... Aí a gente cresce e estraga tudo.

6 comentários:

Mel Geve disse...

E eu estou aqui, pensando também. Queria ser corajosa como a Lívia para falar "eu também". E genial como o Montanha, para ter gosto tão brilhante.

montanha andreucci disse...

eu não aceito essa relação...

ciúmes.

prontofalay!

MH disse...

em alguns casos seria mesmo melhor manter a inocência... por que será que a vida às vezes estraga tudo?

La Fleur disse...

Indeed.
Meu relacionamento mais longo e tranquilo foi o que começou no jardim de infância e durou até a 4a série e uma mudança de cidade, risos.

Emília disse...

Eheh, Montanha já descobriu o amor. Que seja sempre assim, correspondido ;D

Kel Montanari disse...

verdade, adulto sempre estraga tudo... criança ve a simplicidade das coisas ... ai que saudade dessa época.