quarta-feira, 6 de abril de 2011

Morte violenta

_ Mãe, tô satisfeito.

_ Ah, não, filho. Você não comeu nada. Come mais um pouquinho...

_ Não quero, obrigado.

_ Coitadinho do brocolezinho, que vai ficar sozinho no prato enquanto toooodos os outros brocolezinhos foram pra barriga...

_ Sorte do que ficou no prato, mamãe.

_ Por quê, filho?

_ Porque os outros caíram no ácido. Ácido estomacal. E estão sendo corroídos agora mesmo, dentro da minha barriga.

2 comentários:

J@de disse...

Esse seu guri é ótimo, tem cada tirada!!
Beijos!!

Ana Téjo disse...

Não é, Jade?
Pensei que fosse passar com o tempo mas, pelo jeito...