segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Vinte e nove de outubro

Aí um dia, você cruzou meu caminho. E eu nem posso dizer que não estava esperando, porque você é tudo o que eu sempre quis (e nunca tive coragem de pedir). E de conversa em conversa, de música em música, de jantar em jantar, a gente foi descobrindo que, no fundo, éramos uma pessoa só. O mesmo estilo, os mesmos gostos, os mesmos princípios, o mesmo ritmo, as mesmas manias, a mesma cicatriz no queixo (e até as mesmas alergias!).

Nossa história, fomos construindo aos poucos. É verdade que a gente devia ter se conhecido uns 15 anos antes, mas talvez não tivesse sido uma boa idéia. Porque 17 anos atrás, meu amor, eu não estava preparada para você (e nem você pra mim). E seguimos, dia a dia, passo a passo, sonho a sonho, até que, de repente, deixou de fazer sentido ficar separado. E a gente se juntou ainda mais.

Fácil? De jeito nenhum. Se fosse fácil, não teria graça. Mas o fato é que o tempo foi passando e hoje, dois anos depois, eu não consigo nem imaginar minha vida sem você. Devagar, você foi ocupando todos os espaços e criando outros, que eu nem sabia que existiam. E você está em tudo, babe: na minha casa, no meu trabalho, no meu carro, no meu quarto, nas minhas roupas, nos meus sonhos e nos meus planos.

E por que a gente chegou até aqui? Por que merece, oras. Merece cada minuto de felicidade, cada olhar cúmplice, cada noite juntos, cada toque, cada sorriso e cada lembrança. Até quando? Até sempre. Porque o que eu quero é passar o resto da minha vida com você. Até os músculos caírem, até os filhos crescerem, até os cabelos clarearem, até os anos pesarem, até a pele vincar, até a memória falhar e depois que tudo isso acontecer, por mais vinte ou trinta anos. E tudo isso só porque um dia, você cruzou meu caminho (ou fui eu quem cruzou o seu?) de vez.

19 comentários:

Adauto disse...

:D

Renata disse...

ai, ai, que delícia de post!
felicidade jorrando pelo teclado...

Eu desejo tudo isso em dobro pra vcs, querida.

Bjos.

Re disse...

que lin do! parabéns... bjs

Me disse...

Ana - endosso cada palavra que escreveu, obrigado. Aliás, do que juntos escrevemos, nestes dois anos e que você aqui colocou.

De fato, o destino não é uma questão de chance, mas uma questão de escolha; não é algo para ser esperado, e sim construído.

Sou feliz por ter escolhido, VOCÊ!!!

e por construir, com VOCÊ!!!

Quero todos os dias assim permanecer, afinal, o nosso destino está em nossa alma.

Luv'ya

Cláudia disse...

Sem palavras, mas imensamente feliz por vocês!
beijo

Lala disse...

AMÉM AMÉM AMÉM.

De novo, AMÉM!

De mãozinhas juntas, agradecendo a Deus por isso - e por todo o resto.

Cassio disse...

O amor é lindo !

Anônimo disse...

parabéns, parabéns. lendo os emails dele que vc já postou tive a impressão que vcs eram a mesma pessoa.
Que Deus anençoe
Bjs
Val

Me disse...

Ana - enlevado, confesso, voltei para ler seu lindo texto...

Codinome Beija-Flor disse...

Amém, Amém, Amém.

Eu sou teimosa, vou teimar bastante pra viver assim também.

Parabéns ao dois.
Beijinhos

Emília disse...

Delícia, tudo quanto você escreve.Que seja sempre assim, como deseja!

Ana Téjo disse...

Adauto,
!!!

Rê,
Amém, querida.

Ana Téjo disse...

Rê,
Obrigada. Que Deus nos conserve, como dizia vovó.

Ana Téjo disse...

You,
O destino é uma questão de oportunidade e de perseverança.
Também sou A MAIS feliz por termos nos escolhido.
Luv'ya too.

Ana Téjo disse...

Clau,
Nós também.

Lala,
E só pra não deixar dúvidas, amém!

Ana Téjo disse...

Cassio,
Não é?

Val,
Obrigada e amém.
Às vezes eu acho que somos.

Ana Téjo disse...

You,
Volte quando quiser. Aliás, volte sempre. Ou melhor, me espera que eu tô indo já pr'aí.

Beija-flor,
Persista, insista e não desista. Nunca.

Ana Téjo disse...

Emilia,
Obrigada, querida. E que saudade de você...

Aline disse...

Não conheço nada melhor do que essa sensação de que alguém se encaixa. Simplesmente se encaixa. Se encaixa na gente, na nossa vida, nos nossos sonhos. Parece que tudo está exatamente onde tinha que estar. Mesmo quando não é fácil. Mesmo quando a vida não anda cor-de-rosa...

Tão bom! Parabéns!