segunda-feira, 3 de março de 2008

Paralelos

_ Mamãe, você me ajuda a entender esse troço de matemática?
_ Ih, filha, justo matemática? Você não tem nenhuma dúvida em geografia, em literatura? De repente, eu posso te explicar a diferença entre adjunto adnominal e núcleo do sujeito; ou como um verbo pode ser transitivo direto e indireto ao mesmo tempo, que tal?
_ Não, mamãe. Isso, eu já sei. Eu precisava mesmo era entender essas equações aqui.
_ Então me mostra. Vamos ver.
...
_ Filha, pelamordedeus, o que é isso?
_ Equações com frações, mamãe.
_ Mas peraí, como é possível uma coisa dessas? “Cinco oitavos sobre três xis sobre dois é igual a dezesseis sobre quatro nonos”?
_ É isso que eu preciso entender, mamãe.
_ Mas filha, o que diabos é esse monte de fração empilhada? Eu nunca vi isso na vida! Parece um Empire States de frações. Tem um, dois, três, quatro andares aqui. Eu não faço a menor idéia de como desempilhar isso.
_ Olha, mamãe, é assim: você multiplica em cruz, passa esse pra lá, aquele pra cá e trata a fração como se ela fosse um número só, entendeu?
_ Hmmm... mais ou menos. Sabe, filha? Eu sempre fui péssima em matemática. Matemática e física. E química... principalmente a orgânica.
_ Mas olha, mamãe, não é tão difícil. Aí, você tira o MDC, reduz a fração, passa o xis pro outro lado.
_ Sei...
_ Aí, eu inverto tudo, mudo os sinais e passo o xis pra esquerda porque eu não consigo lidar com o xis à direita e...
_ Ûia!
_ Gostou, mamãe?
_ Adorei. Não consigo imaginar o que você vai fazer com isso em termos práticos mas é, sem dúvida, impressionante. Parecem aqueles malabaristas de circo, que sobem oito em cima uns dos outros e depois vão desmontando. De repente, você guarda isso em algum canto do seu cérebro, que nem eu fiz com os elementos da tabela periódica e usa pra impressionar seus amigos daqui a vinte anos.
...
_ Só tem uma coisa que eu não entendi.
_ O que, mamãe?
_ Aqui, quando você inverte tudo, muda os sinais, divide e troca o xis de lado, não era mais fácil passar multiplicando o que estava dividindo?
_ Até que era, mamãe, mas sabe quando você está dirigindo?
_ Sei.
_ E sabe quando todo mundo diz pra você que tem um caminho mais rápido, mais lógico e mais racional para chegar num lugar, mas você prefere ir pelo caminho que já sabe?
_ Ô, se sei.
_ É a mesma coisa.

6 comentários:

ANNA disse...

No fim ela entendeu tudo e até te explicou...
Garota esperta!
Matemática é muito simples, basta saber enxergá-la da forma correta!
Beijo
(urb)Anna

Rodolfo Barreto disse...

Vou ali tirar uma prova real e já volto após 3,1456/2,56 segundos.

mc disse...

Putz, sabe que depois de 10 anos sem nem pensar nisso estou tendo que ver tudo isso de novo? Me dá um certo frio na espinha quando leio os exercícios, mas vamos que vamos!

Cassio disse...

Inteligente ela :)

Ana Téjo disse...

Anna,
Sou míope de doer com matemática. Sempre fui.

Rods,
Affff! Pé de pato, mangalô, três vezes!

Ana Téjo disse...

MC,
Por que? O que aconteceu? você deve ter feito algo terrível para estar sendo castigada dessa forma.

Cassio,
É, né?