quinta-feira, 29 de março de 2007

Sabedoria divina

Benditas sejam as dores de cotovelo porque é delas o reino dos blogs (dos meus, pelo menos).

10 comentários:

laura disse...

Acho que os meus contos tb são hihihi
menina, a minha personagem está reagindo, viu?
um bjão, adorei a estorinha abaixo tsc tsc tsc acho quer já conhecia...

*Anna* disse...

Hahahahaha...
Tu és uma figura!!!
E tens toda razão.

Andei afastada nesses últimos posts, mas li tudo viu. Só não comentei pq estava muito triste e apavorada com um problema de saúde do meu pai. Mas ele já se recuperou e está indo para casa nesse momento, então minha alegria voltou e eu voltei, agora pra comentar!

Beijo
*Anna*

Ana Téjo disse...

Laura,
VIVA! Vou lá dar uma força pra sua personagem. Ela merece!

Você se refere a história das sandálias? Tem mais gente sabotando os amiguinhos por aí, é? Aff!

*Anna*,
Como eu vivia dizendo ao meu ex-terapeuta: "eu não quero ter razão, eu quero ter SOSSEGO!" E sabe o que o danado respondia? Quer sossego? Vai pro cemitério!
Caramba! Eu não sabia do seu pai. Graças a Deus que ele está bem. Juízo e se cuida (pra poder cuidar melhor dele).
Beijo também.

Ana disse...

Hum... acho que de todo mundo. Senão é assunto diario pelo menos um post ou outro tem.
Alias, vc ainda nao leu o do domingo ne?Tá lá.
Beijo.

Ana Téjo disse...

Ana,
Não. Vou lá já!

Gastón disse...

Nossa, nada como uma mega dor de cotovelo, um fora homérico, um amor platônico, uma descepção monstruosa. Acho que sem isso nem literatura existiria.

Ana Téjo disse...

Gastón,
Nesse caso, ainda bem que existem, né?

Thales disse...

Legal ver você de volta aqui na blogosphera :)

anna O. disse...

amém.

Ana Téjo disse...

Thales,
Também estou muito feliz por estar de volta.

anna o.,
Amém!