terça-feira, 13 de março de 2007

Mania de sucção

Meu filho chupa o dedo desde que nasceu. Na verdade, chupava antes até de nascer porque tenho imagens dele chupando o dedo na barriga, numa ultrassonografia. Quando era recém nascido e não tinha coordenação motora suficiente para chupar o dedo, chupava a mão. Vivia com a mão roxa. Com o passar dos meses, melhorou a coordenação e a pontaria e não largou mais. Preocupada com o desenvolvimento da arcada dentária e com a fortuna que acabaria gastando em aparelhos ortodônticos, comprei praticamente todas as marcas de chupeta do mercado. Da mais vagabunda, de látex, como as que sua avó usava, às mais sofisticadas, ortodônticas, ergonômicas, siliconadas e fluorescentes. Em vão. Falei com a dentista e vi os olhos dela brilharem enquanto dizia que não havia nada pior que o dedo para uma criança chupar.

O dedo, disse ela, estraga a arcada para sempre. Os danos são irreversíveis. Pensei com meus botões que se fossem tão irreversíveis assim, a humanidade já estaria extinta (ou banguela).

O fato é que ele chupa o dedo até hoje, para horror dos amigos puristas. Tem até calo e a unha mais fina, por causa da umidade. E tem que ser o polegar da mão direita. Qualquer outro não serve.

_ Você TEM que fazer seu filho parar com isso, Ana.
_ Ele NÃO TEM mais idade para chupar o dedo.
_ Ah, é? Então vem fazer parar _ penso eu.

Se fosse chupeta, eu poderia negociar, chantagear ou fazer um escambo com algum objeto de desejo, mas o dedo, só se mandar amputar.

Mas o que realmente importa é que as crianças gostam da sensação de aconchego que o ato de sugar proporciona. Como dizem os entendidos, a sucção remete à amamentação e ao calor materno. E isso, pelo jeito, não passa com a idade. Não, eu não chupo o dedo, antes que alguém pergunte. Mas também gosto de colo.

19 comentários:

Lala disse...

Todo mundo diz que a chupeta você tira e esconde, o dedo não dá pra tirar.
Oralidade, Ana. Seu filhote está ainda fixado nessa etapa da vida. Podemos falar horas nesse assunto.
Mas vai passar, acredite!

Ana Téjo disse...

Lala,

Se Deus quiser, passa. Se bem que preciso confessar que conheço gente grande de verdade que ainda tem mania de cobertorzinho, travesseirinho... dá um medo...

Ana

Gastón disse...

Deixem o Tarzan em paz. Né tarzan?
Mas vem cá, foram 5 brinquedos mesmo é? Caramba...

Ana Téjo disse...

Na verdade, acabaram sendo mais. Se essa moda pega...
Só quero ver se também vou ganhar um para cada aninho de vida no meu aniversário.

MH disse...

hoje, bato numa tecla só: quanta saudade!!

Renata disse...

Pior é meu priminho, que chupa dois dedos de uma vez, o indicador e o do meio e, junto, coloca um dedinho da outra mão no umbigo. E ai de vc se tentar tirar! Grita como se estivesse sendo morto a pauladas.

Bjos.

Anônimo disse...

Não sei, mas chupei chupeta até os 8 anos de idade.
E não trocava ela por nada deste mundo, acredito que era meu cigarinho preferido.
Juro que não sei quando, nem como, mas parei de uma hora para outra
Acredito que tudo tem seu tempo.
Fran

Anônimo disse...

Eu chupei chupeta até os 7 ou 8 anos... larguei quando nos mudamos do interior para Curitiba, porque minha mãe escondeu a tal chupeta e disse que havia ficado na casa antiga.

Agora o dedo... só passando pimenta da brava!

Tadinho! Deixa ele vai... daqui a pouco passa!
Beijo
*Anna*

mc disse...

Tarzan? Ele ganhou apelido novo e não to sabendo ou o Gastón querido está colocando a criatividade em prática????

Adorei. Melhor o dedo do que um caminhão lindo, da melhor marca do mundo. (fizeram lavagem cerebral, me ajudem!)

Segredos da Esfinge disse...

Ih!
Eu chupei o dedo até uns 10 anos eu acho, e nunca tive problema com meus dentes, na verdade acho que eu teria se não tivesse chupado os dentes, acabei dando lucro aos meus pais.
Minha filha também chupava o dedo (até 3 anos e meio), bastou o pediatra dizer que lea não ia mais ficar linda se continuasse chupando o dede, o que a vaidade feminina não faz ?!?! Despois daquela consulta com o pediatra, ela nunca mais chupou o dedo.
Ah! ela continua lindaaaa.
Bjos

Ana Téjo disse...

MH,
Vamos matando essa danada de maneira irreversível. Pódeixar.

Rê,
Que engraçado! O dedo no umbigo deve para ser para manter a pressão durante a sucção. Para evitar que o ar escape, sacou? Sabe tudo de calibrgem, esse moleque!

Ana Téjo disse...

Fran,
Ah, os vícios da primeira infância...
Ontem, conversando com meu filho exatamente sobre isso, ele me disse que prometia parar antes dos vinte e cinco anos. Eu respondi: moleque, tenho pena das suas namoradas!
Mas você tem razão: tudo a seu tempo.

*Anna*,
Pelamordedeus! Fiquei até arrepiada. Será que eu vou ter que mudar para o interior de Curitiba para o Montanha largar o vício???
Sobre pimenta, quando minha filha roía as unhas, passei pimenta (Tabasco de Jalapeño), pus esparadrapo nos dedinhos, até comprei um raio de um esmalte amargo para ajudar a largar o vício e, adivinha só: tudo em vão.
Pensando bem, deixa ele, vai...
Beijos,

Ana Téjo disse...

MC,
Ganhou, mas o objetivo é o mesmo: estimular a virilidade do moloeque. É que agora, neste verão, ele adquiriu o hábito de andar sem camisa e eu, observando aqueles 15 ou 16 quilos de pura massa muscular, aquela testosterona toda, aquelas patolas rijas como uma bigorna, não tive dúvidas: "vem cá, Tarzan da mamãe!" Ele adorou. Daqui a pouco, vou ter que comprar uns cipós pra ele se pendurar lá em casa.

Ah, e o caminhão lindo, fonte de inveja e cobiça dos tiozões que o vêem continua lá em casa, vencendo bravamente fronteiras de almofadas, contornando mesinhas com desenvoltura e até subindo pelas paredes. Caminhão bom é isso!

Ana Téjo disse...

Esfinge,

10 anos, é? Puxa... acho que isso é um recorde. Com base nesse seu depoimento, acho que vou começar a gastar o dinheiro da ortodontista com coisas mais úteis, como sapatos e vestidos.
Vou roubar a idéia da pediatra da sua filha e em vez da beleza estonteante, vou dizer pro Montanha que se continuar chupando o dedo, vai ficar fraco feito um ganso. Depois eu conto se funcionou.

Maryana disse...

Oh!!!Chupei dedo tbm ate exato 7 anos atras....O mesmo, tah??!!!Polegar direito!
Minha mae teve o mesmo trabalho...comprou varias chupetas e nada...eu perdia, dava para o cachorro...e ai o dedo foi a solução!
Na escola, professora passava tinta no dedo para eu nao chupar e tudo...MAMAE passava pimenta...
Ihhh, tava nem ai...
E mais...Chupava em qualquer lugar...qualquer hora!!!E ainda enrolava o cabelo (quebrava tudo)...
Ate que tive que usar o aparelho...Usei 4 anos o fixo e já vou para 4º ano de movel...
A minha arcada dentaria é mesmo dentucinha...mas resolveu muito usar!!!!
Hj nao sinto vontade mais de chupar dedo...ate pq o investimento foi grande, mas cofesso q no inicio foi tenso...crises e crises de abstinencia...rs.

beijos!!!

Ana Téjo disse...

Mary,
Vou contar pro Montanha a sua história (e voltar a guardar dinheiro para os aparelhos!).

Mary disse...

Ah!!!Mas nao assusta o menino, viu???
Pq meu dedo nem ficou com calo..só um pouquinho fino...rs.
E sem contar das conversas que rolava que milhoes de bacterias iam parar na minha barriguinha( modesta) e tal...Mas deixa o menino em paz...era tao bom!!!rsrsrs

beijos

Mary

Ana Téjo disse...

Mary,
Ele JÁ TEM calo no dedo.
E nem me fale em bactérias, que me dá calafrio só de pensar.

Anônimo disse...

Eu tenho 23 anos e desde dos 7 anos, chupo o dedo 'polegar esquerdo' e queria muito parar, mas nao dar, e muito gostoso o que eu sinto, uma tranquilidade ate parece que estou nas nuvens, fico muito tranquila...
porem quero parar!