quarta-feira, 4 de abril de 2007

Entendimento

Eu não entendo seu prazos, nem seus tempos.
Não entendo seus humores, nem seu silêncio.
Não entendo seus motivos e raramente entendo seus argumentos.
Não entendo suas faltas, nem suas carências.
Não entendo suas demandas e muito menos os seus ciúmes.
E mesmo entendendo quase nada, eu gosto tanto de você.
Vai entender...

10 comentários:

Cassio disse...

Tente substituir "não entendo" por "aceito"... ;)

MH disse...

também não entendo nada!

life's a mistery.

mc disse...

The mind works in misterious ways!!!

Ana Téjo disse...

Cassio,
Mas, preciso confessar, às vezes eu não só não entendo, com onão consigo aceitar!!! Vou trabalhar nisso...

MH,
Êta mundo confuso, né?

Ana Téjo disse...

MC,
Bota "misterious" nisso!

ME disse...

não entendo o seu não entender, mas respeito, e aceito, mesmo sem entender.....rss

Anônimo disse...

Acho mais ou menos assim.
É improvável, é indiscutível, é pouco racional e nada razoável. Mas eu gosto de você....fazer oque?
Fran

Ana Téjo disse...

You,
Eu também.

Fran,
O amor não é razoável. Mas é tão bom...

Segredos da Esfinge disse...

E quanto menos entedemos, mais nos encantamos.
Alguém entende isso??
Bjos

Ana Téjo disse...

Esfinge,
Incompreensível. Definitivamente.