terça-feira, 24 de abril de 2007

A minha casa

Tem que ter janelas sempre entreabertas para deixar passar aquela brisa que acalenta no começo da noite.

Tem que ter flores e plantas para regar de verdade. Porque de plástico, nesta vida, bastam os cartões de crédito.

Tem que ter cortinas com liberdade para voar de vez em quando.

Tem que ter cheiro permanente de lavanda. É já que não é fácil plantar lavanda por aqui, vale encher todos os cantos com sachês e óleos essenciais.

Tem que ter uma geladeira permanentemente abastecida. Para alimentar as vontades do corpo e as da alma.

Tem que ter algo assando, principalmente nos fins de semana. Um pão, um bolo, um rosbife, uma fornada de biscoitos...

Tem que ter vinho em abundância – do tinto e do branco – porque eu nunca sei qual vou ter vontade de beber.

Tem que ter sol, para eu me sentir viva; e sombra, para me sentir protegida.

Tem que ter um sofá onde a gente afunde e não queira mais levantar.

Tem que ter livros. Tanto os já lidos mil vezes, quanto os que eu nunca li.

Tem que ter filmes. Os que me perturbam e os que me confortam.

Tem que ter música, ora combinando com o clima lá fora, ora com o que está no forno, aqui dentro.

Tem que ter fotos de momentos felizes tatuados no tempo.

Tem que ter ordem suficiente para eu me sentir no comando, mas bagunça o bastante para saber que nunca estou sozinha.

Tem que ter lençóis macios, toalhas do tamanho de um abraço e travesseiros feitos sob medida para a curva do meu pescoço.

Tem que ter mesa posta, com toalha bonita e pratos combinando com o que estiver no forno (ou com quem estiver na rua).

Tem que ter brinquedos espalhados em lugares improváveis para me lembrar o sentido da vida.

Tem que ter quadros com histórias para contar.

Tem que ter abajures. Muitos e em todos os cantos.

Tem que ter velas fáceis, para acender quando der vontade.

Tem que ter você. Senão, eu não me sinto em casa.

17 comentários:

Me disse...

Feel home, babe, always... ;-)

Segredos da Esfinge disse...

Ai, tô achando que nossas casas estão dentro do mesmo condomínio.
Bjo

Anônimo disse...

lindo ... simplesmente lindo ...
bjs, Fê!
Ana, me passa o seu e-mail, please!!!! Aqule outro deletei sem querer ... rsrsrs

Ana Téjo disse...

You,
I do.

Esfinge,
É bom, né?

Ana Téjo disse...

Fê,
Obrigada.
anatejo@superig.com.br

Cassio disse...

LAR doce LAR :)

Aninha disse...

Ai que delícia de casa!
Qd tiver a minha, vou querer 1 assim tb...
Lindo lindo lindo este post!
Parabéns!

Juliana Mattoni disse...

It feels like home to me...

Simples e lindo!

Ana Téjo disse...

Cassio,
Né?

Aninha,
Obrigada!

Juliana,
Que bom que você gostou.

Morg disse...

vamos lá

primeiro quero a receita do rosbife


lavanda espanta tudo de ruim vc sabia? não falha aqui em casa o cheiro é lavanda!

temos uma casa bem parecida

beijo

Re disse...

Eu quero esta casa tb.... bjs

Ana Téjo disse...

Morg,
Eu dou a receita, sim. Tenho duas, infalíveis.
Posso pôr lá no seu blog?
Eu AMO lavanda. Sempre amei.
Sua casa deve ser um arraso.

Rê,
Muitas vezes, não precisa nem mudar de endereço.

Luci disse...

sabe que acho que, de certa forma, meu sonho foi influenciado por vc...rs! cozinha, panelas bonitas...
adorei o prato combinando com quem está lá fora!!!
bjs!

Ana Téjo disse...

Luci,
Vou lá ver o seu sonho e já te conto.

Morg disse...

pode colocar sim, eu tenho uma receita de rosbife que não fica boa de jeito nenhum e olha que cozinho bem


um dia vc vem aqui e eu preparo um prato pra vc ;)
beijo

www.entendeu.blogspot.com

mc disse...

Hj passei numa lojinha com milhoes de coisas de lavanda e lembrei de vc.
Delicia essa lista!!

Ana Téjo disse...

Morg,
Tá lá.

MC,
Eu sou a "mulher-lavanda". Amo.
Casa boa, né? Aliás, por falar em casa, seja novamente bem vinda à sua própria!