terça-feira, 10 de abril de 2007

A razão do meu (des)afeto

Antes que chovam pedras de fãs fervorosos, me chamando de fútil e preconceituosa, deixa eu mencionar que o texto abaixo refere-se a uma implicância minha, pessoal e intransferível e que não tenho a menor dúvida de que há quem veja nela uma artista espetacular, com dezenas de atributos e adjetivos dos mais positivos.

Posto isso, queria dizer que hoje é um dia muito importante. Histórico, até. Porque hoje, exatamente nesta data, eu descobri que há uma cantora que odeio MAIS que a Paula Toller. Para aqueles que liam meus falecidos blogs, não é novidade que acho a moça do Q.I. de Abelha uma coisinha boba, sem voz, sem carisma e sem graça e que tinha vontade de morrer quando ela fazia dueto com Jorge Ben (sou de antes dele virar BenJor, lamento), cantando:

Estchi chamba, que é mixtchu de maracatchu...
É chamba de pretchu velhu, samba de pretchu-tchu...

Por que eu tinha vontade de morrer? Ora, por vários motivos. Primeiro, porque já não vou com a cara dela cantando nada. Segundo, porque eu não suporto adultos cantando tchinémneném.

O novo alvo do meu desprazer é Mart’nalia. Segundo biografia da própria, o nome é uma trombada do nome do pai – Martinho (da Vila), com a mãe, Anália. Santa imaginação, Batman...

Mais uma vez, voltando para casa, do almoço, sintonizada na rádio habitual, começo a ouvir coisas como:

É que eu chambo djireitchinho, assim bem miudjinho, chê não chabe acompanhar
Vou arrancar chua chaia e pôr no meu cabide chó
pra pendurar.
Quero ver chi vochê tem atjitudje e chi vai encarar

Comecei a estremecer. Cospe logo essa pitomba, caramba! Fala direito mulher! Alguém arruma uma fonoaudióloga pra ela! Em vão. Quase bati o carro no ímpeto de mudar de estação. Infelizmente, voltei rápido demais para a estação habitual, a tempo de ouvir os últimos acordes: “Quero ver chi vochê tem atjitudje e che vai encaraaaaar”.

Pelamordedeus! Xisus, apaga a luz, que ninguém merece.

E já que o momento é de implicância explícita, alguém pode me explicar como é que aquilo lava o cabelo? Se descobrir, favor passar a receita para o Djavan, sim? Aff!

21 comentários:

Anna disse...

Êêêêêêêê....
Enfim um páreo para a Paula Tola, ops, Toller!
Não ouvi ainda a tal Mart'nalia, mas pelas suas descrições e recomendações, Ana, não tenho a menor vontade de vir a conhecer o trabalho dela! Mas se eum dia eu conhecer eu te conto as minhas impressões a respeito.

Beijooo
*Anna*

Gastón disse...

ó, não falando mal da minha "gordinha de óculos" e da minha g"ordinha sem aparelho" vc pode espinafrar que vc quiser.

Nem sei que apito toca essa aí. Mas pelo visto ela engoliu o apito antes de tocar né? E esse cabelo se chama Fuzzili. Familia italiana, entendo de macarrão.

Ana disse...

Hahahahahahahahaha
e vc fez questão de achar uma foto em que a mulher tá u ó hein Ana!
Beijos

Cassio disse...

:)

Tava com saudades deste seu lado tão meigo e delicado...

:D

MH disse...

Primeiro, que seriam as gordinhas do gastón?

nada como uma "meiguice" excessiva e fala em miguxês ou tchinemneném pra me tirar do sério. Portanto, nunca ouvi e pretendo não ser forçada a ouvir essa fulana. E que Medusa, meu deus...

Re disse...

hahahaah delícia de desabafo... bjs

Cláudia disse...

também não suporto...
querendo, eu descolo uns mano aqui de santo amaro pra dar um corretivo nela.

Aninha disse...

Sei que o Gastón é contra... mas essa aí merecia 1 escova progressiva!! rs
A propaganda foi "tão boa"... melhor mudar de estação qd esses versos aparecerem!

Claudia Aleixo disse...

Vc não gosta da Paula Toller, é?!Hummmmmm....(rsrsrs)

Anônimo disse...

Lavagem a sêco Ana..
Se existe para carros, com certeza para cabelos deste tipo também...
Fran

mc disse...

Nunca ouvi graças a Deeeeus! Tenho certeza que ia enlouquecer tbm.
Vamos avisar ela que o shampoo Seda é ótimo e baratinho, tem pra todos os tipos de cabelo. Até fusilli.

Ana Téjo disse...

*Anna*,
Aff! Nem aquela bestinha do Pato Fu rivaliza com essa.
E se você não ouviu ainda, querida, poupe-se disso. Você não merece.

Gastón,
Prometo que não implico mais com as suas gordinhas.
Quanto aos apitos, eu não sei, mas adorei o nome do cabelo!

Ana Téjo disse...

Ana,
Eu até que fui boazinha... A foto não tem nada com isso. Ela "é" uó. Para tirar a dúvida, vá ao site da própria e veja com seus olhos.
Mas o problema não é nem aparência. O problema é a voz. Afff!

Cassio,
Cá estou. Doce e bondosa como sempre.

Ana Téjo disse...

MH,
É aquela gorduchinha da Scarlet Johansson por quem o pobre do Gastón insiste em suspirar.
Quanto à Mart'nalia, pula. Melhor pular.

Rê,
É que hoje eu acordei muito bem humorada. Deve ser a virose.

Ana Téjo disse...

Clau,
Só se eles toparem ir pro Rio. Será que a gente não descola uns "locais"?
Bastava providenciar um gargarejo, uma fonoaudióloga, sei lá...

Aninha,
Merecia uma máquina zero, isso sim!

Ana Téjo disse...

Cláudia,
Gosto. Gosto muito. Principalmente quando ela acaba de cantar e vai embora.

Fran,
Pode ser uma boa pedida. Vou me informar.

Ana Téjo disse...

MC,
Pula! Pula ela!
Shampoo Seda, hein? Sei não, sei não...

vivi disse...

Ana, vai ver que ela incorpora um preto velho pra cantar, uai.
E eu vou com o Cássio: tb estava com saudades da sua meiguice.
Beijinho!!!

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!
Cara, vc é terrivel....rs.
Tipo, concordo plenamente com todas as zuações...Menos da Paula...Gosto muito de Kid Abelha...

beijos

Mary

Ana Téjo disse...

Vivi,
Eu sei. Sou fofa, né?

Mary,
Brigada. E porde ficar com a Paula Tolla pra você.

anna O. disse...

o pior de tudo é saber que essa vozinha tchinemneném faz um baita sucesso, e sempre vai ter um desgraçado pra colocar a tal música no volume 20, em meio ao trânsito das oito da noite. Pode acreditar, murphy nunca falha.