segunda-feira, 25 de junho de 2007

Por que os domingos voam?

Porque são tão bons e tão nossos.
Porque o que temos para fazer juntos não cabe nas poucas horas que os domingos oferecem.
Aliás, nem nas horas das segundas, ou das terças, ou das quartas...

Porque não dá tempo de almoçar duas vezes.
Nem de jantar duas vezes
Nem de tomar dois cafés da manhã
Nem de ver dois filmes,
e ir passear,
e voltar,
e encontrar os amigos,
e ir em todas as suas festas,
e nas minhas,
e tomar sorvete,
e se perder numa livraria,
e catalogar todos os DVDs,
e as músicas,
e dormir,
e acordar.

Para que os valorizemos.
Para que vejamos como são preciosos.
Para nos deixar com vontade de ter mais e mais domingos, sempre.
Porque temos tanto em comum.
Porque eu te amo.

19 comentários:

LED disse...

Ana - q texto tão especial, e tão verdadeiro...
Pergunto: por que as segundas, terças, quartas e quintas demooooram tanto para passar??

Ana Téjo disse...

LED,
Acho que por tudo isso e pra gente dar ainda mais valor às sextas, aos sábados e aos domingos.

Anna disse...

Ana,
Sábias e belas palavras!
Não há quem não goste dos domingos...
Beijos
Anna

Segredos da Esfinge disse...

Ana,
Tudo que é especial vôa mesmo, mas ficam as lembranças dos momentos de felicidade.
Beijos

Nana disse...

Acho domingo um dia tão triste... Ressaca e a expectativa da segunda.

Isa disse...

Ana,

Ah! O amor!!!(suspiro!!!)

bjos

MH disse...

por que tem que passar tão rápido? como são bons os domingos... menos aquela tristezinha que vai dando no fim do dia, ainda mais se estiver cinza e friozinho como ontem...

ai ai...

Ana Téjo disse...

Anna,
Ah, eu adoro!

Esfinge,
As lembranças e o estímulo para buscar sempre mais.

Ana Téjo disse...

Nana,
Então posso ficar com os seus? Eu faria ótimo uso deles...

Isa,
Afff! Que saudade de você, menina!

Ana Téjo disse...

MH,
Em casos como o de ontem, você faz assim, ó: propõe uma prorrogação do domingo e dá um jeito de dar uma esticada nele até as primeiras horas da segunda-feira. Vai acordar com sono, é verdade, mas numa felicidade só!

Renata disse...

Eu gosto de domingos apenas até o momento exatamente anterior à musiquinha do Fantástico. Se eu escutá-la, acabou a felicidade, o bom humor, tudo. É quase uma urticária, que nem a que vc tem com imagens de insetos, ovos e lagartas...rs

Gosto daqueles domingos de frio com sol. Acho belo!

Bjos.

Kitty disse...

Os domingos são um pouco como os homens bons: voam. Mas temos de encarar isso não como um prejuízo, m mas como uma vantagem. É que logo na semana seguinte surge um ainda melhor.

Ana Téjo disse...

Rê,
Resolvi esse problema do Fantástico assistindo a outros programas. Funciona que é uma beleza.

Kitty,
Vou ter que discordar de você. Se o homem for bom de fato, tenho certeza de que não só não voará, como também não será descartável.

Claudia Aleixo disse...

Acho isso tudo tão lindo!!! Beijos

J@de disse...

Eu adoro os sábados prá ficar à toa, e os domingos de tardinha...
Beijos!!

Ana Téjo disse...

Claudia,
Eu também.

Jade,
Eu adoro a coisa como um todo, de maneira geral, se é que você me entende...

Lala disse...

*suspiros*
Sabe que não pude deixar de lembrar de outro blog, em outra vida, cuja autora tinha uma síndrome e sofria muito aos domingos, que eram arrastados, solitários e sombrios.... Que bom que era outro blog, outra autora e outra vida!

Beijo!

Ana Téjo disse...

Lala,
Que bom, que bom.
Nessa vida, a gente tem que evoluir, né, querida?

Nana disse...

Claro! Se trocar pelos seus sábados...