quarta-feira, 30 de maio de 2007

Você já ficou grande?

Tenho um amigo muito querido que faz aniversário amanhã. Hoje, quando nos vimos, eu perguntei:

_ E aí, você já cresceu?
_ Comassim, Ana? Isso é pergunta que se faça? Eu estou é querendo diminuir. Tô num regime brabo há meses, como você tem acompanhado.
_ Eu sei, meu lindo. Estou perguntando no sentido mais filosófico do termo. Assim, ó: você já dorme na véspera do seu aniversário?

Ele me olhou meio divertido e riu.

_ Durmo, ué!
_ Você não fica assim, ansioso, excitado, doido para chegar o dia seguinte e ser seu aniversário?
_ Hmmm... não mais. Acho que eu já cresci.
_ Pois é. Eu também. Cresci faz uns cinco anos...

Fiquei ali, pensando nos muitos anos em que não dormi na véspera do meu aniversário. E não era coisa de criança, não. Com mais de trinta anos, eu ainda ficava ansiosa, imaginando como seria o dia seguinte, se as pessoas me olhariam diferente, se lembrariam, se haveria alguma surpresa...

Aí um belo dia, eu dormi. Dormi, levantei no meio da noite para amamentar meu filho, acordei com o despertador para levar minha filha na escola, me arrumei e fui trabalhar normalmente, como se aquele fosse um dia igual a todos os outros. Nesse ano, acho que virei adulta de vez. Meleca, viu?

19 comentários:

Cassio disse...

Nem fala. MEleca mesmo :)

Ficamos adultos :)

Renata disse...

Eu fiquei grande no ano passado...praticamente nem lembrava que era meu aniversário! Foi tão comum a noite anterior e o decorrer d dia! Mas eu ainda gosto muito, apesar de ser encanada com esse lance de idade.

Bjos.

Anônimo disse...

Ana,
Nesses termos acho que nunca fui criança...meleca!
Val

Gastón disse...

A única coisa que ainda me segura nessa infância, pensando bem, é aquela espectativa de se as pessoas vão lebrar e te cumprimentar. Mas eu durmo que é uma beleza.

Ana Téjo disse...

Cassio,
Né?

Rê,
Eu também gosto, mas não achei a menor graça em perder aquele frio na barriga.

Ana Téjo disse...

Val,
Que pena. Tá em tempo.

Gastón,
E será que vão? Hmmmm, sei não. Melhor não criar muita expectativa.

Cláudia disse...

xii... acho que eu ainda não cresci então.
Faltam mais de dois meses para o meu aniversário e eu já falo no assunto.
beijo

MH disse...

Durante anos, acordava perto da hora que nasci, 5:15 da manhã. Meus olhos simplesmente abriam... não tem mais acontecido... pena!

Daniele disse...

Eu acho que eu ainda não cresci! Eu fico ansiosa com o meu aniversário, com o aniversário do meu marido... acho que ficarei ansiosa com o aniversário do meu filhote também!

Thales disse...

Puxa, faz muito tempo que eu perco o sono por causa do meu aniversário. Nem lembro quando foi. Não que eu já tenha crescido, entretanto...

Aline disse...

Oi, Ana. Descobri seu blog no blog do Rodolfo e gostei bastante. Post muito gostosos de ler. Parabéns!

Ana Téjo disse...

Clau,
Sorte a sua.

MH,
Que bacana! Isso nunca me aconteceu. Deve ser porque eu nasci perto da uma da tarde!

Ana Téjo disse...

Dani,
Ficará, com certeza. Provavelmente mais com o do seu filho do que com o seu daqui pra frente.

Thales,
Você deve manter seu "pouco tamanho" de outras formas.

Ana Téjo disse...

Aline,
Eba! Que bom. Apareça.

vivi disse...

Então...
Talvez, não tenha crescido o suficiente ainda. E ó que estou passando dos trinta já, hein...
Sempre espero um telefonema; um cumprimento.
não tem jeito, sabe?!
Beijos!

Ana Téjo disse...

Vivi,
Mas não é pra deixar de esperar nunca, pelamordedeus!!! Um telefonema, uma beijoca, um cumprimento, um presente são essenciais e indispensáveis a vida toda!
Tô falando só de não conseguir dormir...

Re disse...

É.... a vida já foi mais leve.... bjs

Mary disse...

Adoro dia do meu aniversário...é justamente no dia 29/01 que me sinto a criatura mais importante, mais feliz, mais tudo do mundo!
No 1º dia do mes do meu niver eu já fico outra pessoa...
Eh muito bom...mesmo sabendo que tô ficando mais velha...

beijos

Ana Téjo disse...

Rê,
A minha também.

Mary,
Faz todo sentido. Quando eu era do seu tamanho, era igualzinha.